Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Palavras são armas

“a luta de classes é a mãe de todas as lutas”

Palavras são armas

“a luta de classes é a mãe de todas as lutas”

Gulbenkian: Saramago, colóquio internacional

Ética e Estética em José Saramago

Colóquio Internacional no âmbito das comemorações do Centenário de José Saramago

Saramago Gulbenkian.JPG

O colóquio internacional organizado pela Fundação Calouste Gulbenkian em parceria com a Fundação José Saramago, no âmbito das celebrações do Centenário do autor, tem como tema Ética e Estética em José Saramago.

Este tema abre duas vias de reflexão que podem cruzar-se. Por um lado, a dimensão ética refere-se a grandes sentidos civilizacionais, filosóficos e políticos, cuja presença, na obra de Saramago, se vai intensificando, complementando temas com marcação histórica e ideológica. Por outro lado, a obra saramaguiana favorece análises em torno de uma certa estética do romance (e não só dele). Estão aqui em causa os termos em que o escritor renovou esse género narrativo e o tratamento a que submeteu as suas categorias estruturantes, o seu estilo e a sua retórica ficcional, em diálogo com a História, a sociedade e as ideias dela emergentes.

A produção literária e o pensamento de José Saramago estarão no centro das conferências e painéis de debate que compõem o programa deste Colóquio, com incidência nos dois vetores temáticos mencionados. A par disso, será dada atenção especial à interação da obra saramaguiana com outras artes e ainda com diferentes modos de afirmação da sua presença no espaço e na paisagem portugueses.

Programa

  •  

·  09:30   Abertura

10:00   Conferência Inaugural

José Tolentino de Mendonça, Biblioteca Apostólica Vaticana (intervenção gravada)

Apresentação:
Guilherme d’Oliveira Martins, Fundação Calouste Gulbenkian

10:45   Pausa para café

11:00   Painel de comunicações I

A poética saramaguiana do grito e da indignação

Carlos Nogueira, UTAD/Universidade de Vigo

Saramago, Tolstoi e Democracia espiritual

Manuel Frias Martins, Universidade de Lisboa

As Intermitências da Morte: paradoxos da metaficção e da autoridade

Sílvia Amorim, Universidade de Bordeaux-Montaigne

Moderação:
Ana Paula Arnaut, Universidade de Coimbra

12:45   Almoço

14:30   Mesa-redonda

José Saramago: diálogos interartísticos

Carlos Pinillos e Filipa de Castro, Companhia Nacional de Bailado
Nuno Coelho, Orquestra Sinfónica das Astúrias (intervenção online)
Jean Paul Bucchieri, Escola Superior de Teatro e Cinema
Nuno Cardoso, Teatro Nacional de São João

Moderação:
Rui Vieira Nery, Fundação Calouste Gulbenkian

16:00   Pausa para café

16:15   Apresentação da revista Colóquio/Letras

Nº 210, dedicado a José Saramago

Nuno Júdice, Fundação Calouste Gulbenkian

16:45   Mesa-redonda

Paisagens saramaguianas

Lídia Monteiro, Viagem a Portugal Revisited (Turismo de Portugal)
Florbela Estêvão, Rota Memorial do Convento (Câmara Municipal de Loures)

Apresentação e moderação:
Sérgio Letria, Fundação José Saramago

18:00   Pausa para café

18:30   Programa musical

Coro Gulbenkian

Ich lasse dich nicht Johann Christoph Bach e Johann Sebastian Bach
Komm, Jesu, komm, BWV 229 Johann Sebastian Bach
Sechs Sprüche, op. 79 Felix Mendelssohn

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub